quarta-feira, 23 de junho de 2010

Detalhes que fazem toda a diferença

Bottega Veneta - Aus hier...

Italianos. Decadentes desde 1987 (a romana que me recebeu dezembro passado estava puta porque tinha entrado na Fendi tentando comprar uma Sciarpa e o vendedor, um imigrante do Leste Europeu, não entendia a diferença em italiano de Sciarpa e Foulard. Na Fendi. Em Roma.). Economia praticamente falida (e economistas apostando quando vai se dar a sua saída do euro). Politicamente em um buraco que parece sem solução (pior com Berlusconi, pior sem Berlusconi: quem consegue unir aquele cazzo de país?)...

Mas com uma capacidade irritante de mostrar toda a sua personalidade e sofisticação em pequenos detalhes. Uma barra de bermuda dobrada, por exemplo. (Como nao tinha pennsado nisso antes?!) Por que? Porque ninguém desenha melhor moda masculina do que aquelas bees de Milano, capisci?

(Ah, quando a gente vai superar essa necessidade de sumir em um mar de bermudinhas Reserva e camisetas Osklen? Ou pelo menos tolerar as pessoas que decidem não ser assim?)

Fernando. Ainda lutando contra o fim do conformismo e da monocultura na nossa querida cultura brasileira. (E sem ironias nesse trecho, ok?)

10 comentários:

Lobo Cinzento disse...

Gente! Quer dizer que eu usar minhas bermudas e calças todas dobradas na bainha (porque sou baixinho e sempre sobra) agora é tendensya? Luxo! hahaha

Beijos Fernando!

Fernando disse...

:D Dependendo da forma como você dobra...

Lucas T. disse...

Cadê o Huffington Post no Chique é ser inteligente? Hihi.

Fernando disse...

@Lucas: Sabe que eu nao conhecia?! E já inspirou o próximo post!

dudufs disse...

Pq a Itália sairia do Euro?

Fernando disse...

@dudufs: Eu estou desenvolvendo um post sobre o tema, mas só para não deixar na curiosidade: a Itália historicamente sempre utilizou o recurso de desvalorizar a lira para manter a competitivade de economia (abaixa o preço da lira, os preços dos produtos italianos ficam mais baratos para o exterior e voilá: exportações aumentam e importações abaixam). Com o euro, o governo italiano não tem esse poder mais (que ficou centralizado em Frankfurt). E isso tem gerado crises bem sérias na economia italiana.

dudufs disse...

não que o post seja ansioso, eu que estou ansioso a esperar pelo post

dudufs disse...

esperando o post ansioso :)

Anônimo disse...

Leleco_RJ: Fernando morei algum tempo na Italia e sempre recebo noticias de lá, Mas ninguém soube me explicar exatamente o 'porquê' da Italia está caminhando para o buraco. Agradeço pela explicação. ;) Garoto vc é D+
Curiosidade, quantas línguas vc fala?

Fernando disse...

dudufs: Uma hora sai, uma hora sai! :D

Leleco: Olha, dar um diagnóstico exato é complicado (afinal se eu soubesse era chegar no ministério da Fazenda italiano, vender a fórmula e ficar rico), mas tem alguns indicadores. A Itália sofreu diretamente com o surgimento da China como potência industrial, pois os setores que ela tinha competitividade (têxteis e produtos de design) foram exatamente os primeiros setores que a China começou a tomar conta no mercado mundial. Além disso, a dificuldade de promover reformas econômicas na Itália complica muito a situação (a instabilidade política na Itália é fortíssima, e boa parte da popularidade do Berlusconi foi conseguir manter um governo razoavelmente unificado - fato inédito na última década).

E sobre idiomas? Eu falo bem inglês, espanhol e alemão, consigo sobreviver em italiano e francês e tenho algum conhecimento básico de russo, japonês e chinês. (Sim, eu tinha muito tempo livre quando era mais novo :D)