quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Parênteses


Eu estou chato. Ou pior do que isso, eu me deixei ficar chato. Perdi a empolgação de escrever para o blog. Por que? Passei a me preocupar demais com a forma da mensagem que eu queria passar. Se as pessoas entenderiam mesmo o que eu queria falar ou se ficaria soando “pedante”. Internalizei parte dos comentários mais idiotas deixados por trolls nesse e em outros sites que comento frequentemente. (E que, quase sempre, respondia repetindo na minha cabeça “Stop being a bitch/Stop being a bitch/Try to be nice” enquanto revirava os olhos.) Comecei a me policiar, estudando cada frase escrita de cada post, retirando uma ou outra citação mais polêmica/irônica que pudesse ser mal interpretada. E com isso deixei de escrever para o leitor que curtia os meus posts, as minhas pirações “on the road” e comecei a escrever pensando no leitor que jamais vai entender o conceito de “interpretação de texto” + “ironia”.

Por que?!

Foi exatamente o que eu pensei hoje. Eu não sou jornalista, portanto não preciso nem de longe me preocupar em montar um blog bem comportado. Agora estou na França, portanto a possibilidade desse blog complicar a minha vida com um potencial empregador é tão grande como a possibilidade de eu chorar porque “eu morro de saudades de tudo no Brasil”. (Saudades dos amigos? Sempre. Saudades do calor absurdo de Bangu em Janeiro/Preços absurdos para tudo-e-qualquer-coisa/Gente creyça achando que tênis de academia de R$400 foi feito para sair para ir para a night e tendo a ousadia de criticar o meu outfit? Nunca + “Monsieur, desce uma taça desse Riesling de 4€ que eu acabei de lembrar que tomei muito Liebfraumilch quente nessa vida!”) E finalmente, sempre fui um dos maiores defensores do “Te acho legal, mas isso não signfica que não vou dizer que achei o seu comentário/post uma merda”! Por que iria deixar esse autopoliciamento me fazer perder a motivação de registrar esse momento tão importante da minha vida? Eu estou em fucking Paris, putain! Parisienses são cínicos e arrogantes; eu amo/sou cínico e arrogante. :D Tem milhões de coisas que me fazem pensar “Isso daria um post irado!”. Por que eu não estou fazendo isso?

Enfin. The bitch is back.

12 comentários:

Mulher Asterísco disse...

a-do-ro

E ヅ disse...

Welcome back, bitch!!!

Conduta Mantida disse...

Fernando
Sou um leitor que curte os teus posts
Esqueça os trolls
Continue com o blog
Um abraço
Carlos

Margot disse...

Fernando,
Beba mais uma taça desse riesling, esqueça os "trolls" pois afinal vc está em Paris e não em Bangú. Se me permitir, estarei por aqui.
Ass:. um dos "trolls".... acho. Rsrsrrsr.

Lucas disse...

Please, come!

Missed your posts ;)

Mike disse...

Ufa, que bom!
Pensei que perderíamos a tua verve.E logo agora que estás em Paris!
Longa vida ao LUFIT!
Abraços

Fran Mateus disse...

Fernando,
Vai ser legal vc buscar inspiração e voltar a escrever no seu blog. Motivo? Eu descobri a existência deste espaço hoje e curti muito o que li. Não se deixe levar por quem não entende o que vc quer dizer. Ah, e aproveite mesmo a França, a Europa e o que mais puder por aí.
Abraço da nova seguidora do blog: Fran Mateus.

Càssio. disse...

Sambou na cara das barbie-que-divide-conjugado-com-outras-3-gay-na-frei-caneca-e-vive-brigando-quem-tomou-meu-whey-?.

I miss my bitch!!!

alvineasesfinges disse...

não sou leitor troll mas sou leitor que peida silencioso... pode caprichar nas doses de veneno, ironia e crítica que é isso que nós gosta, tá legal?

Daniel disse...

Comentário de troll é igual previsão de cartomante. Você leva a sério se quiser. -tommie

Diego Rebouças disse...

Ótimo que você está de volta!

E a gente nunca vai agradar a todos; você tem que pensar sobre o que você está disposto a ganhar e a perder (e a arriscar).

Mais posts, mais posts!

Raiza disse...

Que bom.Tava sentindo falta da bitch =]