terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Heute: Schweiz. Suisse. Svizzera. Morgen: Brasilien


Durante a maior parte em que eu mantive esse blog aqui na Europa, eu sempre pensei como seria o último post in Europa. Pensei em vários temas, várias formas de abordagem. Escrevi rascunhos, tirei fotografias... E quando a hora chega, que decepção: crise criativa. Branco completo. Nichts. Nao consigo pensar em nada para escrever.

Para ser sincero, eu nao consigo muito acreditar que a hora de voltar chegou. Sabe, do tipo negacao da verdade mesmo? Afinal, agora estou em Zurique, cercado da mais pura e clássica imagem invernal alpina. Acabei de voltar do parque perto de onde estou, onde brincamos de trenó de neve (e caí do trenó, claro), fiquei todo cheio de neve, tremi de frio com a neve fofa em contato com as minhas maos. Como posso acreditar que em 24 horas estarei desembarcando em Guarulhos, diretamente para o verao do hemisfério sul? E um pouco depois, Rio de Janeiro: praias, sol, mar. Nao consigo acreditar. Nao consigo acreditar mesmo.

E para ser sincero, a negação nao vem da falta de deixar o "mundo capitalista europeu". A gente aprende a viver sem as pecas maravilhosas e baratas de H&M, aprende a viajar sem a maravilhosa Ryanair oferecendo passagem para aquele destino dos sonhos (Veneza, Paris, Salzburgo) por alguns trocados de euro, aprende a cuidar da pele sem os maravilhosos cosméticos europeus por precos justos (au revoir, La Roche Posay... Agora é Natura, e olhe lá!).

O foda é mesmo deixar para trás tudo o que eu vivi aqui... Lembrancas: Ver o Big Ben às 2.30h no Shuttle Bus vindo de Stansted. As primeiras flores surgindo junto com os raios de sol que marcam o final do inverno. As festas incríveis com amigos pela Reeperbahn de Hamburgo. Sabores: Messmör (da Fjällbrynt, bien sur!) na Suécia. Currywurst na Hauptbahnhof de Hamburgo. Rivella a qualquer hora em Zurique. Lugares: Copenhague na primavera e as primeiras experiencias nao-alemas na Europa. Estocolmo no verao e a certeza que existe outros tipos de veroes que podem ser tao incríveis como o do Rio. Lisboa no outono e a felicidade de reencontrar um pouco de casa na Europa. E Hamburgo... Simplesmente Hamburgo: o ano inteiro. E os amigos. (É melhor nem comecar a citar nomes, porque lágrimas virao, e ai fudeu!). Amigos, todos aqueles para os quais em algum momento eu olhei para eles no fundo dos olhos e pensei "Eu tinha mesmo que vir de tao longe para conhecer essa pessoa!".

Agora chegou a hora de fechar as malas pela última vez e simplesmente embarcar. Voltar para o Brasil, voltar para a vida que eu deixei ai esperando por mim quando embarquei para a Europa. Voltar para a vida less glamorous (para nós brasileiros, néam: para os meus amigos europeus, eu estou praticamente voltando para o paraíso do verao eterno, sol, praia e mar...) e muito mais próxima da realidade de cada um de voces que leem esse blog. Agora os desafios serao de readaptacao ao meu país de origem, de reaprender tudo o que eu tive que desaprender para me integrar na Europa. As surpresas serao em redescobrir tudo aquilo que eu já conhecia, mas acabei esquecendo depois de tanta coisa nova que eu vivi nesses últimos 11 meses.

Como eu já tinha comentado, o blog continua. Ainda tem muita viagem que eu fiz aqui na Europa cujas lembrancas eu quero deixar por escrito (senao elas acabam se perdendo e se perdendo cada vez mais com o tempo). Ainda tem a fase de readaptacao no Brasil que eu acho que vai ser interessante registrar também por escrito, para entender melhor futuramente como toda essa loucura de ir morar fora se dá. E ainda tem as minhas impressoes de mundo que eu aprendi a deixar registrado por escrito, e a fazer isso tudo com prazer. Algumas pequenas mudancas virao, claro, para dar um "sentido" para o blog, mas no geral a essencia será mantida.

Afinal, de um lado ou de outro do Atlantico, Fernando continua tentando se encontrar. :)

Entao... até o Brasil! E obrigado por terem participado dessa viagem comigo. :D

12 comentários:

Alex Bez disse...

faça uma boa viagem!
o retorno ao Brasil é bem dificil, mas posso garantir que depois de duas, três semanas, no máximo, vc vai se sentir em casa novamente.
continue com o blog, escreva sobre o final de semana em Buzios, Penedo, Grumari, whatever...mas não pare de escrever!
Voce escreve de maneira tão apaixonada e vibrante...nunca pensou em fazer um curso de roteiro? tem um ótimo na PUC na Gavea!
Tomara q ao voltar vc não se torne aquelas bichas chatas que "descobrem" que tudo no Brasil é pobre-feio-violento-bagunçado-cafona e na europa é tudo lindo-rico-civilizado-trendy...sabemos q é verdade, mas guarde essas comparações apenas para os amigos maaaaais intimos, ok?
abs

Horácio disse...

Fernando,
Boa Viagem! Que a zona de convergência intertropical seja gentil com seu avião! Bom, certeza que seu blog não vai acabar! E, outra, aproveita essa inteligência sua, essa sede de viagens e chega no Rio, matricule-se no Clio e presta o conCurso do Itamaraty ano que vem. As Eras do Hobsbawm você já deve ter lido, né? :D
O Anexo do Itamaraty tem o carinhoso apelido de "Bolo de Bonecas". Mais afirmativo e gay friendly impossível. E engraçado é que vocês do eixo Rio-São Paulo desconhecem esse nicho do "coletivo".
Bom retorno.

Nunes disse...

Olá Fernando, por incrível que pareça, sempre que posso leio seus post aqui no blog, mais nunca coloquei um comentário.
Também sou do Rio de Janeiro, e vivo no Porto, norte de Portugal, há10 anos,onde também a Ryanair opera alguns Vôos, e o seguinte: quando Você resolver aparecer na Europa, saiba que tenho um sofá-cama aqui na sala, onde podemos hospedá-lo.
O.bs.: vivo c/ meu companheiro, também brasileiro e carioca, razão da minha mudança para essas paragens!
Boa sorte e tudo de bom em sua nova etapa de vida. Feliz 2010!
Adorei sua fase européia!
:o)

Introspective disse...

Um fim de ciclo eloquente, à altura de tudo o que vc viveu!

Faço coro com o Alex Bez (que tb é meu leitor, tá?): não vá fazer a metchilda! Pelo menos não em público... rs

Welcome back!

Diego disse...

E isso é porque você estava em crise criativa.

Seja bem vindo! Faz um calor senegalesco no Rio, o oposto de Zurique.

Alex Bez disse...

suspense do caralho!!! rsrsr
por onde anda esse Fernando???!!!!
anybody home???

Leonardo disse...

E isso é porque você estava em crise criativa. (2)

Um belo texto...

E tudo bem to atrasadissimo na leitura de seus posts, mas lendo esse aqui, me lembrei de uma música linda do The Sundays (ótima banda da década de 90), chamada Here's where th story ends. Acho que combina perfeitamente com esse texto, e de histórias de viajantes, como um todo. Cata aí:

http://www.youtube.com/watch?v=n35C0j3LLB0

abração

Fernando disse...

@Alex: Tentando segurar a onda do "After-Europe-Bitchness", mas tá PHODA. :)

E curso de roteiro? Nunca tinha pensado muito nisso não...

Fernando disse...

@Horário: Juro que lembrei desse comentário enquanto sobrevoava o Meio do Atlântico, bem na área onde o avião da Air France caiu, e chuta só: começou uma turbulência bonita. :) Enfim, relaxei, afinal se morresse, eles teriam um monte de fotos legais minhas no Facebook/Orkut para publicar. :D

Já li os Eras sim, e praticamente daria para o Hobsbawm se ele me quisesse. :)

E o senhor é diplomata, ou trabalho no MRI?

Fernando disse...

@Thi: Too late. Já dei mini-escandalos no Rio. E toda hora acabo convertendo os preços de reais para euros e ficando chocado com o custo de vida daqui.

Fernando disse...

@Diego: Realmente, muito muito muito quente... E obrigado! :)

Fernando disse...

@Leo: Eu já conhecia a música, e adorava. :)