sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Letzte Haltestelle: Zürich


E o final da viagem chegou: já nao estou mais na Alemanha, mas em Zurique. Que basicamente é a mesmíssima coisa: todo mundo falando deutsch, as cadeias de lojas que existem na Alemanha, os mesmos canais de TV que existem na Alemanha, e a mesma eficiencia que existe na Alemanha. O voo foi tao curto, mas tao curto (45 minutos) que mal deu tempo para chorar, tentar ficar conformado de ir embora e da cara desinchar. Foda. E tudo isso com o passageiro do lado me olhando como se eu fosse um louco (corta para cena de mim, chorando e murmurando "Naaaao.... Naooo... Naooo..." na hora em que o aviao levantou voo. E eu to meio resfriado. Ou seja, já deu para imaginar como essa foi uma cena bonita de se ver... Self nojinho...).

Mas talvez tenha sido melhor assim. Por etapas, pouco a pouco, me despedindo da Europa. Adorei chegar no guiche das Ferrovias Suicas, e olhar para a cara de choque da atendente na hora em que eu pedi o bilhete do trem (há, toma!): auf Deutsch! Bom poder utilizar o idioma alemao por alguns dias mais...

Enfim, nao dá para escrever muito agora: amigos para conhecer, e Zurique (a última cidade!) para explorar! Mesmo assim, quis escrever pelo menos alguma coisa para deixar registado desse momento. E confessar uma coisa: dói. Dói muito. Dói demais ver amigos no aeroporto dizendo adeus e nao ter certeza de quando voce irá encontrar essas pessoas mais uma vez: pessoas que voce acostumou por um ano a ver quase todo dia, que compartilharam momentos bons e ruins com voce, e que aprenderam a reconhecer o que voce sente somente olhando para a sua cara. Dói ter que cortar os vínculos com toda uma vida que voce construiu por um ano. E ver tudo isso resumido e empacotado em duas malas (que somente podem ter no máximo 32kg!). Que serao basicamente o que voce leva daqui: junto com as memórias, as fotografias, e as saudades que nunca irao acabar.

A despedida oficial de Hamburgo eu quero fazer num post especial (afinal, eu amo um drama... heeheh). Acho que é importante fazer um balanco final - para yo mesmo - e entender como esses últimos 11 meses mudaram o Fernando. A escrita é uma forma de auto-analise que eu tenho, e que me ajuda muito a ter vários insights que jamais tinham passado pela minha cabeca.

Enfim, e o que mais dizer? Que eu estou com a cara completamente inchada, sensível como o caralho (do tipo: tocou musiquinha de piano na TV, já vem lágrima, já me emociono), exausto depois de ter que arrastar dois trambolhos de 32kg pelo sistema de trens urbanos de Zurique, puto porque a Suica é cara pra caraio (sério: muita revolta - paguei quase R$16 para andar 15 minutos de trem. E a merda do cobrador nem passou pela trem! Porra: to voltando pro Brasil - e como fica a minha necessaire La Roche Posay?!) e triste quando lembro dos meus amigos que ficaram em Hamburgo.

Mas também feliz de que daqui a pouco estarei voltando para casa. Eu sei: vai ser uma merda, eu vou odiar a desorganizacao, o caos, o calor, o subdesenvolvimento, a superficialidade, a falta de perspectiva. Mas mesmo assim... eu estou com uma saudade danada do Rio. Saudade de praia, saudade de sol, saudade de mar, saudade de falar portugues, saudade de comer feijao com bife e batata frita. Saudade de me sentir... mais um, em uma nacao de 190 milhoes. Afinal, Tom Jobim nao escreveu o Samba do Aviao a toa: só quem mora fora do Rio sabe a saudade que essa cidade provoca...

E feliz de contar com esse blog para poder expressar toda essa montanha de sentimentos e impressoes confusas que vem e passam pela minha cabeca. E de ter voces, caros leitores, que acompanham e comentam tudo o que está escrito aqui.

Ok, das ist alles für heute! :) Schöne Abend. E até logo, Brasil!

P.S.- E para a despedida ideal do frio e inverno europeus, nada melhor do que... snowboard na neve! :) Rá: Vancouver 2010, here I come!!! :D (Enfim, se eu conseguir deslizar por 5s sem quebrar um braco ou uma perna, já me dou por muito do satisfeito...).
P.S.2- Gente, voces também nao acham "Suica" muito digno, muito rykah? Segundo pesquisas, Zurique é a cidade com a melhor qualidade de vida das Zoropa. Ainda nao sei, porque vi muito pouco da cidade. Mas amo desenvolvimento (Ah... Estocolmo...*suspiros), voces sabem muito disso. Veremos...
P.S.3- Estou praticamente falido - sem dinheiro para comprar até uma barra de chocolate. Mas claro, como o meu lema é decadence avec elegance, a minha parada final na Europa nao podia ser uma coisa simples, sabe... Indo comer um fondue daqui a pouco. :) Hmmmm....

5 comentários:

Guy Franco disse...

Suíça digna? É, sim. Onde eu moro que não é. Nada digno, nada digno.

Daniel disse...

Calor de 50ºC no Rio, mas 5ª vem frente fria. Gute Reise! :)

Leonardo disse...

Hhahahahah Fernando, acho que vc deveria ter pensado melhor no seu roteiro e deixado a Suiça como seu primeiro destino!!! Pelo menos vc teria um pouco mais de dinheiro néam?

abraços

Fernando disse...

@Guy: Pensa - voce poderia morar no interior da Rússia = subdesenvolvido, perigoso e MUITO frio. :)

Fernando disse...

@Leo: heheeh Acho que nem no meu primeiro destino tava com mais grana do que eu estava na hora de sair da Europa.

Apesar que o primeiro lugar fora da Alemanha que eu conheci foi a Dinamarca, que pode ser tudo, MENOS barato. :)