terça-feira, 22 de setembro de 2009

Na hora do jantar

Agora pouco, eu na cozinha, me preparando para finalmente fazer algo diferente do meu clássico jantar "torrada + nutella + coca-cola de jantar" (qual é? Nutella é barato, vem em potão aqui na Europa, e eu tô carente, porra).

Salsichão na mão, frigideira na outra, entra a flatmate alemã mala na cozinha:
flatmate alemã mala: Hey, essa frigideira é da fulana.
eu ("fernando fingindo que é um gringo burro que não entende alemão direito" mode on): Ãh? Essa frigideira aqui? (+ mais carinha de "mas eu sou um cara tãaao legal").
flatmate alemã mala: Sim! Aqui cada pessoa tem as suas próprias coisas de cozinha. Cada um só usa o que é seu. É assim que é aqui.

E lá fui eu jantar torrada com Nutella de novo. :(

Pontos a ressaltar:
- Tem horas que cansa essa história de diferença cultural... Tudo bem, é a cultura dela, é a panela dela, e ela faz o que acha melhor. Mas custa ser simpática e oferecer a panela para pelo menos eu poder jantar? No meu aniversário eu ofereci a ela um pedaço do meu bolo, de maior bom grado. Custa dividir? Parece que a Alemanha inteira sofre de uma síndrome de filho único (meu, meu meu) que é foda de aturar algumas vezes...
- Eu moro na Alemanha somente até Janeiro. Então eu compro um jogo de panelas, e enfio onde na hora de voltar? Faço o imigrante africano voltando para o Chade, levando PANELA na mala? Ou enfio no meu cú? Ou no cú dela?

Porra, sacanagem dessa filha da puta! Me fez jantar Nutella de novo! :(

Update: Ainda há esperança para o povo germânico: contei a história para um outro flatmate alemão, e ele falou na hora "Saco... Isso é tão tipicamente alemão!". Alemães podem ser chatos, mas alguns ainda gostam de mim. :)

2 comentários:

Daniel disse...

Já estou morrendo de amores pelo seu blog. Diz aí, Hamburgo é ou não é onde a Alemanha se acha mais nórdica?

Fernando disse...

Daniel, voce foi o primeiro a comentar no meu blog! :) Obrigado! hehehe A idéia do blog foi para deixar escrito mesmo tudo o que passa aqui comigo, e nao deixar que esses pensamentos se perdessem com o tempo... mas é bom saber que mais alguém le e se interessa.

Cara, eu diria que Hamburgo é onde a Alemanha É mais Nórdica. A vibe da cidade é muito mais próxima da vibe de Copenhagen do que Berlim ou Munique. Arquitetura, comportamento das pessoas, tendencia a ser liberal com tudo... Isso é bem Hamburgo mesmo.