quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Bem, é que na verdade...


Porque mulher alemã sabe o que quer e vai atrás, queridão! :) Já a mira.... 
Estava eu, parado, segurando a minha margarita, num evento para estagiários da minha empresa em um happy hour de uma boate daqui de Hamburgo, quando sou abordado por uma garota até que bonita. Ela chega, fala algo em alemão que eu (natürlich) finjo entender, fala algo "do meu sorriso, que me viu desde que eu cheguei lá" e me dá um pedaço de papel.

Eu não entendendo muito o que se passava (quase que solto um "UM AMIGO? QUE AMIGO?" rs) só segurei o papel, dei um sorriso e um "Obrigado" e a garota se foi embora. E eu abro o papel e me deparo com isso.

Sim. Eu fui paquerado por uma mulher. PA-QUE-RA-DO. Em Hamburgo. Onde as pessoas JAMAIS paqueram. :)

Tudo bem que eu sabia que as amigas suecas da minha amiga quase se mataram quando souberam que eu era gay ("Mas neeeem bi, Fe?" falava uma delas) - mas porra, to podendo, hein... :) rs

Enfim, é aquela coisa: cantada de mulher é que nem elogio de pedreiro - óbvio que não vai rolar nada... mas faz sempre um beeeem enorme por ego, néam? :)

Amiga... eu também "ficaria muito feliz"... mas se aquele seu amigo loiro que estava do seu lado me desse o telefone dele. Trato feito? 


P.S.- E agora? O que fazer?! Mando uma SMS mandando uma real light (algo do tipo "Amygah, temos MUITO mais em comum do que você imagina. Nem te conto!"? rs)? Ou ignoro e faço ela se sentir um tribufú esnobado? Aiii... Hilfe!!!

2 comentários:

Daniel disse...

ah, faz a fina e responde educadamente. Vai que ela tem um irmão lindo, alto e loiro.

Fernando disse...

Daniel: Sabe que eu perdi o papel?

E PIOR - eu acho que ela trabalha aqui na empresa!