quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Morar na Alemanha é... (Criticar)

Descobrir que aqui, o conceito de crítica construtiva inexiste - vai na lata mesmo. Afinal, 90% certo para eles ainda é 10% errado, o copo meio vazio é copo meio vazio mesmo, e da próxima vez voce que se esforce mais para fazer perfeito. Como diz um amigo, se fode aí...
Aliás, todo o conceito de motivacao aqui se resume a encher a cara depois do trabalho de cerveja (pelo menos a cerveja é boa). Quer motivacao? Vai para a Itália, Espanha. E ai de voce se demonstrar ficar chateado com a crítica - rótulo de latino sensível e borderline para o resto da vida.
Eta povinho perfeccionista... Agora eu super entendo a cara de "cheguei no paraíso" dos gringos quando batem o olho em Ipanema, em todo aquele dolce far niente e os nosso dramas e briguinhas por motivos bobos...
E haja sorrisinho amarelo do Fernando de "Ahh? Nao entendi!" fingindo que nao entendeu.

3 comentários:

Roberto disse...

fernando, aqui é o beto... vim te responder no seu blog pq achei que o nosso papo já estava ocupando muito espaço do blog alheio do Tony.

Antes de nada, não estou reclamando por 2016 ser no Rio e não ser em SP, é só ver os meus comentários. Estou reclamando pq acho uma alocação errada de recursos, ponto final, fosse no Rio ou SP. Para o Rio, acho vantajoso sim. Para o resto do país, que vai pagar a conta, não. Não preciso repetir os argumentos.

Segundo, não me acho industrialista nenhum. E o que mais existe é 400tão falido, o $$ já rodou muito de mão em SP! Mas prefiro sim o setor privado às mamatas infindáveis do setor público. Não estamos na Alemanha nem Suiça, logo, envolvimento de recursos do governo = desperdício + corrupção + benesses para meia dúzia de apadrinhados e migalhas para os puxa-sacos. O resto que pague a conta e não reclame. Vc, convenientemente, ignora qualquer comentário sobre o trinômio governo-corrupção-desperdício e não responde a essa colocação.

A logística em SP está um caos. Semana passada levei 45 minutos para conseguir passar pela PF ao chegar em GRU e depois fiquei preso num engarrafamento. Megalópole de terceiro mundo não dá certo. Acharia ótimo cair US$14 bilhões para serem investidos para melhorar a logística aqui. Melhor ainda se fosse pago com os impostos do resto do país.

Brasília tem a maior renda per capita do país, com recursos que são transferidos do país todo para lá. Se vc quer discutir filigranas e dizer que isso não é ser sustentado, direito seu. Já eu me pergunto o que Brasília gera para o país? Gestão eficiente do governo? Vc deve estar brincando né, não pode realmente acreditar nisso. E o Rio ainda recebe uma casquinha dessas transferências, herança de sua época como capital, pois ainda restam muitos orgãos federais, aposentados do serviço público etc. Não é renda GERADA em Brasília ou no Rio e nem é uma compensação justa por esses seus tão amados serviços de gestão.

Não tenho os dados de quanto dos mais de 40% que SP contribui com os impostos federais volta para SP. Se vc tiver acesso e quiser me passar, te agradeço. Mas vou ficar MUITO surpreso se SP não for um "exportador" de arrecadação para o resto do país. Lógico que deve ser o que mais recebe em termos absolutos, afinal tem a maior população do país.

Repito meu ponto: o problema não é os recursos para 2016 não virem para SP, mas não irem para as regiões mais pobres do país. Se não, é mais distribuição de renda ao inverso, como são muitos dos programas federais (olhe os dados de aposentadorias, em especial as do serviço público - e nem venha falar que são bancados com contribuições dos servidores, pois não são mesmo!) Quem devia reclamar de 2016 é o cara do interior de Sergipe, Tocantins ou Alagoas, ele é que tá perdendo mesmo nessa história.

Bom, eu vivi e acompanhei o regime militar, tendo parentes que se deram muito bem e outros que se deram muito mal nessa época. E o Rio era governado por um MDB (teoricamente oposição) controlado por Chagas Freitas, que se fingia de oposição para ganhar votos, mas na verdade tinha se acomodado muito bem com a ditadura. E na época da ditadura o país era entupido das várias -brás (eletro, tele, petro, sider, etc)... muitas com sede no rio, entupidas de coronéis na administraçao... então, se perdeu de um lado com a ditadura, ganhou de outro.

E que monte de recursos veio do Gov Federal pra SP? Só olhar as rodovias principais: no Rio, todas eram federais... em SP, todas construídas pelo estado.

Bom, se tudo em economia é sorte... melhor treinar num cassino do que muita gente que rala anos para conseguir mestrado e doutorado. O sucesso econõmico (entre aspas) de SP ser todo creditado à sorte é que é piada.

Roberto disse...

parte 2:
Dizer que o Rio sorvia $$$ do resto do país não elimina o fato de que o Rio poderia ter uma base econômica própria, como hj tem todo o setor ligado ao petróleo, teve o mercado financeiro (bom, esse voou quase todo para SP), uma indústria naval, farmacêutica, turismo etc. Mas não é nada mal contar com o $$$ que vem do resto do país para aumentar sua renda per capita, o caso do DF hj em dia.

Sobre Olimpíadas dar lucro, pergunte para Atenas ou Montreal. Algumas dão certo, outras não. Infelizmente o Pan no Rio não foi um bom precedente. Isso nenhum cara do Rio gosta de mencionar né? Qual o legado do Pan, além de ter custado 5 ou 6x mais que o projeto inicial e ter necessitado que o Governo Federal bancasse quase tudo no fim? O que mudou? São outras pessoas que estão a frente do Rio 2016?

Sobre Alemanha... acho muito diferente... reconstruir Berlim era uma reparação de uma aberração histórica, que foi a divisão do país pós-45. mas vc deve conhecer a alemanha muito melhor que eu, então não dou palpite.

espero que vc seja daqueles que sabem concordar em discordar, acho muito interessante a troca de idéias com pessoas que tem opiniões distintas ou opostas às minhas. e sem descambar para ofensas, como infelizmente ocorre muito na net.

e... gosto muito do rio... para algumas coisas. mas realmente acho que sou paulistano de coração. não mudo de novo daqui para nenhum lugar, com todos os defeitos da cidade. é pecado isso?

Fernando disse...

Beto,

Suas respostas estao vindo, mas eu estou mega ocupado aqui no estágio, entao eu estou sem tempo de formula-las nesse instante, ok?

Abracos,
Do carioca marrento e orgulhoso, rs
Fernando.